23.5.12

Frio

Quando eu a vi, permaneci confortável
meus olhos se encheram de paz
meu coração baia mais forte

Quando ela veio até mim
levantou os seus braços
permaneci imóvel
aguardando

Quando ela me abrçou
senti a dor e o frio
cada parte de mim esfriou
hipotermia

O gelo começou nos braços
tomou o meu tórax, meu abdomem
e as minhas pernas

Enquanto eu tentava livrar-me de suas garras
o gelo subia pelo meu pescoço e eu foraçava
um sorriso....
tentei sorrir para que essa forma fosse petrificada

Por fim, um bloco de gelo se formou
cobriu o meu corpo
o Zero absoluto,
sem força e energia
a matéria está em repouso

Ela se afastou
tocou seus labios nos meus
e eu jamais pude deixa-la

Seu nome é solidão.

Nenhum comentário: