20.2.12

Caos

O quão injusto pode ser sentir;

O quão injusto pode ser falar;

Se o que se sente não é recíproco;

Se o que se fala não é sequer ouvido.

Provar o que não deve ser provado;

Sentir o que não deve ser sentido;

Ter a ilusão de que se tem escolhas;

Quando só há necessidade.

Saber o que é justiça, mas viver a injustiça;

Saber o que é amor, mas viver o desamor;

Saber o que é perfeito, mas viver a imperfeição.

Se o tempo é perpétuo e houvesse um objetivo para tudo isso,

tal ja teria sido alcançado?

Se houvesse uma certeza, ela seria tão poderosa,

que seria impossível refuta-la?

Caos na comunicação, na fala e nos sentimentos,

somente caos

Quando aqueles belos olhos azuis encontraram os meus, o terror

se abateu em meu coração e a escuridão tomou conta do meu humor

A selva do inconsciente, tolheu-me o discernimento e a fuga, parecia a única escolha

Não existe sequer esperança.

Nenhum comentário: