7.7.07

Prelúdio

"Iguais perante Deus" ; "Iguais perante à lei".... Igualdade, sobretudo deve haver igualdade.

SIRVA O MAIS FRACO AO MAIS FORTE, pois foi assim que eu vi! Eis o que lhe incita a vontade.

Dois mil e quinhentos anos se passaram desde a morte de Deus, no entanto a humanidade insiste nos pressupostos da igualdade universal e ética universal.

Em meio a difíceis erros e acertos a união fraterna entre as nações foi necessária para superar as crises climáticas e a falta de alimento que começava a eclodir. Era uma luta entre o homem e seus meios de subsistir. Acordos comerciais, financeiros, humanitários de toda espécie começaram à dissipar à desigualdade existente entre os povos dando inicio a união entre países. Em meio a dificuldade daqueles em manter grandes fortunas, pois todo o dinheiro não mais tinha o valor almejado, o capital foi dissipado.

O dinheiro não tinha mais o valor de sempre, pois todo o capital devia ser empregado na expansão das colônias ao redor do sistema solar. União Global, Constituição Global e Lei global eram termos agora em voga. A noção de país e nacionalidade foram substituídas por termos da união global que envolvia o mundo.

A unidade entre todas as nações foi alcançada e os problemas outrora enfrentados como o clima e a desnutrição de parte da população foi solucionado. Todo conhecimento da Terra era agora direcionado ao desenvolvimento da filosofia, ciência, arte e lazer.... Sistemas de ensino foram totalmente reformulados para a máxima exacerbação das potencialidades humanas: visão, audição, tato , paladar e olfato eram minuciosamente trabalhador para despertar o dom de cada indivíduo.

Na política, perdeu-se o interesse pelo voto. E conseqüentemente aqueles que exerciam algum poder de decisão para o rumo da humanidade unida se perpetuaram nos seus postos por descendência sanguínea.

Após a união global e a revolução no sistema de ensino dando prioridade a filosofia, ciência, arte e lazer, percebeu-se que existiam homens aptos ao livre trabalho envolvendo políticas, homens que se destacavam pela sua exuberância física e homens cuja felicidade encontrava-se em trabalhos específicos.

Foi inicio de uma nova era!! O sistema de CASTAS... A própria desigualdade era agora principio norteador, e não mais caótico.

Nenhum comentário: