20.5.06

Coisas Louváveis.

Louvável seja minha vida;
Louvável seja minha morte;
Louvada seja a justiça, se feita pelas minhas próprias mãos;
Louvado seja o guerreiro, que luta em tempos de paz e de guerra;
Louvados sejam os mentirosos e suas mentiras,
pois estes, ao menos, conhecem algumas verdades;
Louvado seja o único cristão, que morreu em vão;
Louvados sejam meus amigos, pela compreensão;
Louvados sejam meus inimigos, pela superação;
Louvados sejam todos os deuses que pereceram sob meus pés;
Louvado seja a mim mesmo pela capacidade de criar;
Louvada seja a SLC por tornar todo bem e todo mal em coisa Louvável.


E aos caluniadores das verdades, últimos homens, seguidores de velhos ídolos, o futuro lhes será obscuro e sinuoso. Uma guerra de consciência sem precedentes sera travada e as mentes arcaicas inevitavelmente perecerão. Não haverá neste mundo lugar para adoração em qualquer espécie ou grau... A arte levada até o seu extremo: a própria educação.

Um comentário:

Edd disse...

Eu que apoio a violência, o sadismo e até mesmo a incoerência se isso promover algum bem estar, apoio então a idéia do texto pelo simples motivo dela não ter pudor nem moral padrão...

Acho que a verdade das coisas não é pragmática mas reflexiva, porque não existe realidade universal, cada pessoa tem sua realidade e isso é irrevogável por mais que atentem contra a liberdade...